Vinte e cinco

Não, esse texto não é sobre o album 25 da cantora Adele, mas sim sobre a minha idade atual.

Pois é senhoras e senhoras, no último 15 de novembro completei 25 anos de idade e fazer meu segundo aniversário no meio do período de pandemia não é nada fácil. Não sei a vocês, mas pra mim não poder comemorar junto de amigos e familiares pelo segundo ano seguido faz eu me sentir um pouco chateado.

Entretanto esse texto não é para eu lamentar sobre esse fato da pandemia, mas sim compartilhar com vocês todas as mudanças e crescimentos que tive no último ano.

Para começar iremos falar sobre o final de 2020 quando tiver a oportunidade de trabalhar como visual merchandising em uma loja de roupas e o quanto eu adorei a experiência de poder arrumar as roupas, vitrines, manequins e demais objetos para tornar os produtos mais atrativos aos clientes. Foi maravilhoso poder colocar em prática o que estava aprendendo na minha pós-graduação de Comunicação e Produção de Moda.

Começando o ano de 2021, voltei para a minha função tradicional de produtor de conteúdo para agência de publicidade e propaganda, e isso foi o que continuei trabalhando até hoje.

O que mudou no meio disso foi que também me mudei de país, depois de um longo tempo de planos e organizar a vida, em julho embarcamos para Europa, e daí vocês já devem ter lido em posts anteriores eu contando sobre meu tempo em Zagreb, Croácia.

Depois de ficar quase 1 mês no pais do Balcãs segui viagem para Portugal, país destino de manter residência e começar a trilhar novos projetos. E começar uma nova vida em um novo país é sempre uma sequência de desafios muito grande.

Portugal é uma país de contrapontos que de acordo com o lado que se olha tem pontos positivos e negativos diferentes, mas isso é assunto pra outro texto e você podem inclusive deixar perguntas aqui ou lá no instagram @rodrigirao15 para eu falar no próximos textos.

E o ponto do texto é que nesses 25 anos eu cresci e me redescobri várias vezes, e aprendi que estar presente não significa estar ao lado, pois foi por meio de mensagem e vídeo chamadas que estive perto dos meus amigos durantes todo esse tempo de pandemia e agora que estou morando aqui em Portugal.

Eu não apenas cresci como pessoa nesse último ano em q me vi várias vezes só por conta da pandemia, mas também evoluir profissionalmente e entendi o meu valor no mercado de trabalho e que não importa aonde eu estiver eu sempre terei oportunidades de fazer aquilo que gosto e que faço com prazer.

Conheci pessoas, lugares e aprendi muitas coisas… e comecei então a pensar mais em planos e projetos para o futuro e espero que logo venho aqui pra trazer novidades pra vocês.

Espero que vocês tenham gostado desse meu compartilhar….comentem aqui o que acharam.

Caetano Veloso esgota 6 espetáculos e anuncia data extra em Lisboa

Caetano Veloso esgotou 6 espetáculos em Portugal uma semana após o anúncio dos shows, e uma data extra foi então inserida para ser a oportunidade de ver Caetano em Portugal no dia 11 de setembro, no Coliseu dos Recreio, em Lisboa. Corra! Pois os ingressos já estão à venda!

Voz e Violão

Para agradar o público Caetano traz os shows no formato favorito dos seus fãs, voz e violão. Serão 7 espetáculos divididos em:

1, 2, 3 e 11 de Setembro, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa;

5 de Setembro, no Teatro Municipal da Guarda;

7 e 8 de Setembro, no Coliseu Porto Ageas.

Portugal é o último país da sua sequência de shows pela Europa, vindo de duas sessões esgotadas em Elbphilharmonie, em Hamburgo, a Philharmonie de Paris e a Arena5, em Bruxelas.

40 depois…

A primeira vez que Caetano Veloso subuiu ao palco do Coliseu dos Recreio foi em setembro de 1981, 40 depois retorna aos Coliseus de Lisboa, Porto e na Guarda. Nessas 4 década foram várias vezes que seus shows passaram por Portugal, sempre trazendo novidades e novos conceitos, mas algo sempre em comum, ingressos esgotados.

Caetano Veloso

Cantor, compositor, guitarrista, vencedor de Grammys, e ativista de causas políticas e sociais, Caetano Veloso desempenhou um papel central na modernização da MPB com a criação do Tropicalismo nos anos 60 do século XX, movimento com alcance mundial que mescla as seus passeios pelo universo pop global com o contexto local de turbulência e repressão política então vivido no Brasil (que culminaria com a prisão e exílio do músico). Caetano Veloso conquistou uma carreira única que transformou a música brasileira para sempre e marcou o panorama mundial com dezenas de discos. O mais recente, “Ofertório Ao Vivo” (2018), foi gravado com os seus três filhos.

Informações Bilheteria


Lotações reduzidas de acordo com as normas impostas pela DGS

De acordo com a atualização de 15/06/2021 da Norma 019/2020 da DGS a apresentação de teste negativo para o SARS-CoV-2 ou, em alternativa, do Certificado Digital é obrigatória para o acesso aos espetáculos nos Coliseus. Na Guarda não será necessário teste ou certificado (lotação abaixo dos 500 lugares).

11 de Setembro | Lisboa | Coliseu dos Recreios – 20h30

Preço Bilhetes:
Cadeiras Orquestra: 85€
1ª Plateia: 65€
2ª Plateia: 50€
Balcão Central: 45€
Balcão Lateral: 27,50€
Camarote 1ª Central (6 lugares): 300€
Camarote 1ª Lateral (5 lugares): 200€
Camarote 2ª Central: (6 lugares) 270€
Camarote 2ª Lateral (5 lugares): 150€

Locais de venda: Coliseu dos Recreios,  www.coliseulisboa.com,  www.bol.pt , FNAC, Worten, El Corte Inglês, Postos CTT, ServEasy, Pousadas da Juventude, Agência ABEP

E pra você já sentir um pouco do que será o show, confirma o clássico Alegria, Alegria no formato voz e violão

PRODUÇÃO

IM.par 
www.impar.com.pt | im.par@impar.com.pt