Análise de Hold On novo single do Justin Bieber

Antes de vc começar a ler essa análise de Hold On novo single do Justin Bieber, eu convido vc a assistir esse clipe se vc ainda não viu ou rever para se atentar mais aos detalhes.

Contexto Geral

O clipe mostra a história de um casal apaixonado q em meio de uma dificuldade de saúde começa a passar tbm dificuldade financeira. A garota descobre algum tipo de câncer ou doença terminal e o rapaz, aki vivido por Justin Bieber, começa a vender coisas e fazer de td para conseguir grana para pagar ou ajudar o tratamento de sua amada.

O clipe mostra em diversas cenas Justin tratando a garota com muito amor, cuidado e fazendo atitudes simples para que ela se sinta melhor, além disso a figura do suposto pai da moça tbm faz parte do clipe nessas cenas de compaixão a vida dela diante de essa terrível realidade.

Imagem clipe Hold On / Youtube

Por mais q lendo assim pareça ser uma história triste, mas ao ver o clipe a gente sente compaixão e acolhimento, de certa forma uma espécie de conforto (guarde bem essa palavra) em ver q por mais difícil seja a situação da menina ela parece estar “feliz” diante de tanto amor e cuidado.

Crime por amor

Durante o clipe, Justin com todos os seus esforços e vendas de objetos na famosa venda de garagem americana, percebe q o valor arrecada não eh o bastante para cobrir as despesas do tratamento da doença de sua amada e daí ele encontra uma arma de brinquedo.

Eh nesse momento que paramos para pensar q ele iria fazer um assalto na tentativa de conseguir dinheiro para cobri as despesas e assim salvar a vida de sua amada. Um ato de impulso de um rapaz apaixonado q quer fazer de td para salvar a vida da pessoa q ele ama.

Daí eu te pergunto, até q ponto vc iria por amor? Justin aki no clipe parece não pensar nem duas vezes qnd encontra a arma e decide sair rumo ao assalto ao banco da cidade. Como se ele não pensasse, e de fato não pensa, nas consequências q isso teria na sua vida, mas q nada disso importa por o objetivo eh salvar a vida da sua garota.

Crime por desespero

Existe ainda uma segunda análise q consegui fazer ao assistir o clipe e q não sei se eh certa, mas conseguir criar algumas conexões com td o q temos passado.

Justin não comete o crime apenas por amor, e sim por desespero, a falta de alternativas diante de uma situação irreversível aos seus olhos. Os sinais são:
1 – ele pinta uma arma de brinquedo pra fazer o assalto;

2 – ele saí ao assalto som suas vestes do dia a dia, sua moto e afins sem nenhum tipo de proteção a seu corpo, o q leva ele a tonar um tipo na barriga durante a fuga dos policiais;

3 – na cena do assalto, Justin chega ao banco de cara limpa, sem cobrir o rosto e vai rumo ao caixa de uma senhora e anuncia o assalto com o bilhete em um papel cor de rosa dizendo q não quer machucar ninguém, seu olhar não eh de criminoso e sim de desesperado;

Imagem clipe Hold On / Youtube

O desespero talvez não eh apenas por falta de dinheiro, mas por algo q aki no Brasil acontece muito, ou a pessoa arruma dinheiro e acelera o sistema de saúde ou espera até a morte nas filas do atendimento público, e eh justamente nesse ponto q eu quero focar.

Será q Justin não está cometendo tal crime na tentativa de acelerar os médicos para fazerem algo por sua amada? Talvez ele perceba q o sistema de saúde não está agindo na velocidade e na urgência q precisaria para salvar a vida da garota. Se pensarmos q diante de td o q tem ocorrido no mundo e todas as dificuldades q os sistemas de saúde mundial vem passando começas e perceber q nem td parece ser tão bem estruturado e preparado para situações de extrema urgência como deveria ser.

Pode parecer loucura, mas qnd vc vê q mesmo levando um tiro, mesmo os policiais estão bem perto de o prender pelo crime, Justin não desiste de conseguir chegar ao seu destino – o leito de hospital em q está a sua amada. E a cena em q ele se debruça sobre ela e os policiais na porta td fica muito claro, pois até os policiais entendem o motivo de sua atitude e a arma de brinque caí ao chão e se parte ao meio.

Imagem clipe Hold On / Youtube

Novo Projeto

Justin então anuncia q Hold On faz parte de seu novo álbum Justice q estará disponível nas plataformas digitais dia 19 de março. Em uma carta aberta aos fãs, Bieber contou qual a proposta do seu album, e a palavra q ele focou foi conforto.

“Em uma época em que há tantas coisas erradas com este planeta destruído, todos ansiamos por cura e justiça para a humanidade. Ao criar este álbum, meu objetivo era fazer música que proporcionasse conforto, fazer músicas com as quais as pessoas possam se identificar e se conectar para que se sintam menos sozinhas. O sofrimento, a injustiça e a dor podem deixar as pessoas desamparadas. A música é uma ótima maneira de lembrar um ao outro que não estamos sozinhos. A música pode ser uma forma de se relacionar e se conectar uns com os outros. Sei que não posso simplesmente resolver a injustiça fazendo música, mas sei que, se todos fizermos nossa parte, usando nossos dons para servir a este planeta e uns aos outros, estaremos muito mais próximos de estarmos unidos. Isso sou eu fazendo uma pequena parte. Minha parte. Eu quero continuar a conversa sobre como é a justiça para que possamos continuar a curar.”

E após a leitura dessa explicação sobre seu projeto, vemos um Justin muito maduro e preocupado com questões atuais da humanidade e querendo fazer, mesmo q pequena, mas a sua parte para ajudar.

Quero a opinião sua sobre o clipe e a minha análise, vamos conversar, falar de amor, de compaixão….

Bjux de luz até.

Cruella! Brilhante, má e um pouco maluca.

Eu não vou dar uma dica pois o filme ainda não foi lançado, mas vamos falar desse ícone de personagem da Disney q desde 1956 vem causando nas páginas de 101 Dálmatas.

Uma das vilãs mais aclamadas e mais autênticas da história infantil agora ganha uma nova roupagem no lançamento do filme Cruella em 2021.

Só pelo trailer temos a ideia de q o roteiro não vai ser sobre a tradicional história de uma burguesa q quer fazer um casaco com pelo de cachorros, até pq se esse assunto fosse abordado atualmente a galera do cancelamento iria entrar em ação a favor dos direitos dos animais com total razão.

Com requintes de moda, estilo e personalidade a nova versão de Cruella de Vil exibe look, personalidade e postura forte e feminista q irá mostrar as aventuras de um jovem vivendo em Londres de 1970 no meio da revolução punk rock e o filme relata a jovem vigarista chamada Estella, uma garota inteligente, esperta e criativa com foco em construir seu legado em peças de design. Para isso ela se une a dois jovens ladrões q compartilham do estilo de vida travesso e juntos constroem uma vida nas ruas londrinas.

Tudo caminha até q o talento de Estella chama a atenção da Baronesa von Helllman, um ícone da moda. E a relação entra elas começa uma série de eventos e revelações q fazem Estella assumir seu lado malvado e vingativo e tornar-se Cruella.

O filme de Cruella está na linha da Disney de mulheres poderosas, personagem totalmente empoderadas e seguras de suas vidas, como foi caso de Arlequina no filme Aves de Rapina. Eh um momento de mostrar como Malévola foi dita como vilã pelos maus olhos de quem contou sua história e quando a própria protagonista faz isso o ângulo da narrativa eh alterado.

E Cruella não poderia ser diferente, a história traz o outro lado da jovem Estella, as suas origens, ambições e o q existe além de uma louca obcecada pela pele de 101 cachorros para confecção de um casaco.

Agora me digam vcs, estão ansiosos para esse lançamento? Me digam o qnt vcs amam Cruella e o q acharam deste trailer.

Espero todos vc no lançamento desse filme e depois se vcs quiserem eu faço meu comentário sobre.

Sorria, Katy Perry

Até q ela seja coberta por margaridas, Katy Perry vai ser sempre uma cantora com uma vibe super divertida, feliz e irreverente. Apesar de todas as críticas ruins e pesadas feita ao album Witness, Katy lança seu 5º album em meio a uma pandemia, uma gravidez e uma depressão. Eh meus amados num ta fácil pra nossa menina não.

Se vc não vive fora desse mundo já sabe q lançou dia 28 o nosso trabalho da cantora que conhecemos pelos fogos de artifícios, pelos clipes cheios de doces e muitas cores dentro do mundo encantado de Katy Perry, e o album tem algumas peculiaridades, começando pelo nome/capa.

Vestida de palhaço Katy está apoiada sobre o banner do album onde está escrito SMILE porém Katy está triste na foto, e a explicação eh dada por ela mesma ao dizer q está produzindo as músicas desse album a uns 2 anos e q nesse tempo em meio a depressão e as mudanças de humor ela escrevia músicas ao contrário do q estava se sentindo como uma maneira de se motivas, e a capa é uma maneira de dizer a si mesma: vamos lá, sorria!

Tanto que na letra na faixa q dah nome ao album, ela mesma diz ser grata, ter recuperado aquele sorriso e q agora o seu brilho poderá ser visto distante, ou seja com a gravidez e a vinda de sua filha Katy percebe q o seu sorriso está voltando, e no clipa da música ela mostra em um jogo de vídeo game q só se vence com amor e com alegrias as dificuldade da vida.

Agora uma coisa temos de concordar, ela veio fazendo muito durante todo o período de pré-lançamento do album Smile, participou do dia do orgulho LGBTQ+ com uma versão diferente de Daises, além de outras apresentações/lives adaptadas por conta da pandemia, além de ter feito além versões diferentes de Smile e criou uma The Smile Video Series com algumas faixas do album.

Vale lembrar que estão presentes no album as faixas anteriormente lançadas: Never Really Over, Harleys in Hawaii além de Daises e na versão Fan Edition temos Small Talks e Never Worn White. Espero q vcs tenham gostado, comentem aki em baixo o q achou e compartilhe com seus amigos.